John Lennon e Paul McCartney não concordavam com significados das músicas dos Beatles

Como Cheat Sheet relembrou, ambos tinham visões diferentes sobre hit do White Album (1968)

Felipe Grutter (com supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 10/05/2021, às 11h49

None
Paul McCartney e John Lennon (Foto: Dalmas Sipa Press / AP Images)

Quando estavam nos Beatles, John Lennon e Paul McCartney escreviam algumas músicas juntos - porém, isso não significava que os dois artistas sempre concordavam sobre o significados de determinadas letras. Como o Cheat Sheet relembrou, ambos discordavam sobre hit do White Album (1968).

A música em questão é "Everybody's Got Something to Hide Except Me and My Monkey." John Lennon falava que era sobre amor, mas para McCartney era sobre heroína. De acordo com o livro The Beatles: A Hard Day’s Write, Lennon criou o título da canção.

+++LEIA MAIS: Qual música dos Beatles Ringo Starr escutaria para o resto da vida?

"Essa foi uma frase legal que transformei em uma música. Era sobre mim e Yoko Ono. Todos pareciam paranoicos, exceto nós dois, porque estávamos no brilho do amor," revelou Lennon. "Tudo fica claro quando você está apaixonado. Todo mundo estava meio tenso ao nosso redor. Esse tipo de loucura acontece ao nosso redor porque simplesmente queríamos estar juntos o tempo todo."

Por outro lado, a Rolling Stone EUA relatou como Paul McCartney observou que John começou a usar “monkey” como gíria relacionada às drogas. Além disso, o baixista também revelou sobre os outros integrantes dos Beatles não gostarem do termo.

+++LEIA MAIS: Qual é o patrimônio líquido de cada integrante dos Beatles?

Segundo Cheat Sheet, anos após escrever "Everybody's Got Something to Hide Except Me and My Monkey," John Lennon revelou conexão da música com heroína.


+++ MV BILL: 'A GENTE TEM A PIOR POLÍTICA DE GOVERNO PARA O PIOR MOMENTO' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL