As maiores injustiças do Grammy 2020: BTS, Lana Del Rey e mais

Selecionamos os artistas que mais foram esnobados na 62ª edição da premiação

Redação Publicado em 27/01/2020, às 12h52

None
BTS no Grammy 2020 (Foto:Jordan Strauss/Invision/AP)

Aconteceu na noite do último domingo, 26, o Grammy 2020. A grande vencedora da noite foi Billie Eilish, que venceu nas quatro categorias principais Álbum do Ano, Gravação do Ano, Música do Ano e Artista Revelação.

É claro que nesses eventos, muitas opiniões parecem bater de frente com as decisões oficiais das instituições que estão premiando, e não há nada mais normal que isso. Mas alguns artistas as vezes sofrem injustiças um tanto quanto inexplicáveis ao perderem a disputa, ou até mesmo serem deixados totalmente de fora.

+++LEIA MAIS: Ozzy Osbourne aparece de bengala e calado no Grammy 2020 - e assusta a internet

Veja abaixo aquelas que foram, na nossa opinão, as maiores vítimas de injustiças da  62ª edição da premiação.

BTS

Todo o sucesso e todos as marcas históricas conquistadas pelo BTS no ano passado parecem ter sido ignorados pelo Grammy 2020, já que o fenômeno do k-pop não foi indicado em nenhuma categoria.

+++LEIA MAIS: 7 teorias dos ARMYs sobre o novo disco do BTS, Map of the Soul: 7: Mitologia, pecados capitais e mais

Lançado em abril de 2019, Map of the Soul: Persona chegou ao topo da lista da Billboard dos 200 discos mais ouvidos, além de ter vendido mais de três milhões de cópias; foi responsável por igualá-los aos Beatles no número de discos a atingir o topo da lista em menos de um ano; chegou ao topo das paras no Reino Unido, Escócia, Nova Zelândia e Australia (primeiro grupo coreano a conseguir o feito nesses países), e a lista continua.

Apesar disso tudo, o BTS  conseguiu apenas comparecer à cerimônia para participar da apresentação de Lil Nas X, do hit "Old Town Road" (que ficou incrível, a propósito).


Lizzo (de certa forma)

Também lançado em abril de 2019, Cuz I Love You colocou Lizzo no posto de artista com mais indicações nessa edição do Grammy. Foram oito ao todo: Melhor Performance Solo de Pop, Melhor Álbum Urbano Contemporâneo, Melhor Performance Tradicional de R&B, Álbum do Ano, Música do Ano, Artista Revelação, Gravação do Ano e Melhor Performance R&B.

+++LEIA MAIS: Lizzo responde às criticas por usar roupa que mostra a bunda: "Beijem ela"
 
De todas essas, ela levou para casa três gramofones dourados, nas três primeiras categorias mencionadas acima, respectivamente pelo hit "Truth Hurts", pelo disco Cuz I Love You e pela canção "Jerome".


Ariana Grande 

A cantora chegou ao Grammy 2020 com um total de cinco indicações: Álbum do Ano (por thank u, next), Gravação do Ano (por "7 Rings"), Melhor Performance Solo de Pop (por "7 Rings"), Melhor Álbum de Pop Vocal (por thank u, next) e Melhor Dupla de Pop/Performance de Grupo (por "Boyfriend", que conta com a participação de Social House).

+++LEIA MAIS: Billie Eilish realmente disse que Ariana Grande merecia o Grammy 2020 mais do que ela?

De todas essas indicações, Ariana Grande levou para casa um total surpreendente de zero gramofones dourados.


H.E.R. 

Assim como Ariana Grande, H.E.R. disputou cinco categorias e não venceu em nenhum delas.

+++LEIA MAIS: Rock in Rio 2019: H.E.R faz um verdadeiro espetáculo de R&B que poucos viram

A cantora, que tocou no Rock in Rio 2019, concorreu a Álbum do Ano (por I Used to Know Her), Gravação do Ano (por "Hard Place"), Música do Ano (por "Hard Place"), Melhor Música R&B do Ano (por "Could've Been") e Melhor Performance de R&B (por "Could've Been").


Beyoncé

A cantora nem sequer compareceu à cerimônia, e no fim das contas perdeu apenas uma de quatro chances que teve de subir ao palco para receber o prêmio.

+++LEIA MAIS: O Rei Leão: Elton John critica trilha sonora da nova versão: "foi uma enorme decepção"

Beyoncé concorreu nas categorias Melhor Álbum de Pop Vocal (por The Lion King: The Gift), Melhor Música Escrita Para Mídia Visual (por "Spirit", e que perdeu para "I'll Never Love Again" escrita por Lady Gaga para Nasce Uma Estrela), Melhor Performance Solo de Pop (por "Spirit") e a única que venceu: Melhor Filme Musical (por Homecoming).


Lana Del Rey

Lana Del Rey não concorreu a muitas categorias. Foram apenas duas, mas duas importantíssimas: Álbum do Ano, por Normal Fucking Rockwell, e Música do Ano, pela faixa homônima.

+++LEIA MAIS: Com uma América em ruínas, disco Norman Fucking Rockwell de Lana Del Rey sobrevive aos destroços [ANÁLISE]

Apesar do sucesso da música e da qualidade elevada do disco como um todo, a cantora não levou nenhum gramofone dourado para casa.


 +++ MELHORES DISCOS BRASILEIROS DE 2019 (PARTE 2), SEGUNDO A ROLLING STONE BRASIL