Modo como Bolsonaro trata Mourão gera mal-estar com Forças Armadas; entenda

Segundo coluna de Bega Megale no O Globo, militares não aprovam tratamento que Bolsonaro dá ao vice-presidente Hamilton Mourão

Redação Publicado em 25/08/2021, às 11h20

None
Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)

O tratamento que Jair Bolsonaro (sem partido) dá ao vice-presidente Hamilton Mourão tem gerado mal-estar com as Forças Armadas. As informações são da coluna de Bega Megale no O Globo.

Segundo a reportagem, militares de alta patente descrevem a forma que Bolsonaro trata Mourão como “no mínimo, descortês”. Apesar de admitirem que o presidente, capitão reformado do Exército, tem respeito por ser o chefe, afirmam que Hamilton Mourão é e referência nas Forças Armadas.

+++LEIA MAIS: ‘Grande erro’ do governo Bolsonaro na pandemia foi não orientar população, afirma Mourão

O vice-presidente é um general de quatro estrelas, patente máxima das Forças Armadas. Inclusive, conforme explicado pelo jornal O Sul, na hierarquia militar, seria inaceitável um general acatar ordens de um capitão reformado.

O desgaste na relação entre os dois alcançou o ápice nas últimas semanas. Conforme explicou o Globo, Bolsonaro se sentiu traído por descobrir pela mídia que Mourão se encontrou com Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Luís Roberto Barroso.

+++LEIA MAIS: Eleitores de Bolsonaro podem ficar confusos por aliança com Centrão, diz Mourão

Jair Bolsonaro vinha prometendo apresentar um pedido de impeachment contra Barroso, um dos principais desafetos dele. Os ataques do presidente aumentaram contra o ministro após o TSE pedir a inclusão do chefe do Executivo como investigado no inquérito das “fake news” devido às afirmações de que as urnas eletrônicas seriam fraudulentas.

Falas de Bolsonaro sobre Mourão

Em julho, Bolsonaro comparou o vice Mourão a um cunhado que “precisa aturar”. Em entrevista à rádio Arapuan (PB) na época, deu as declarações que potencializaram o atrito entre os dois.

+++LEIA MAIS: ‘Acho difícil o Senado aceitar’, diz Mourão sobre impeachment de ministros

"O Mourão faz o teu trabalho. Ele tem uma independência muito grande, por vezes atrapalha um pouco a gente, mas o vice é igual cunhado: você casa e tem que aturar o cunhado do teu lado. Você não pode mandar o cunhado ir embora," disse Bolsonaro. Questionado sobre as declarações do presidente na época, o vice respondeu “sem comentários”.


+++ CONFIRA TUDO SOBRE A BANDA 5 SECONDS OF SUMMER!