‘Quero transparência,’ diz Bolsonaro ao criticar urna eletrônica

O presidente Jair Bolsonaro voltou a acusar sistema eleitoral brasileiro de fraude, mesmo sem apresentar provas que comprometam urnas eletrônicas

Redação Publicado em 22/07/2021, às 15h14

None
Jair Bolsonaro mexe na máscara durante visita a São Paulo em agosto de 2020 (Foto: Alexandre Schneider/Getty Images)

Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a criticar o sistema eleitoral brasileiro e acusar as urnas eletrônicas de fraudulentas. Em entrevista à rádio Banda B, de Curitiba, o presidente disse que “não pode admitir que meia duzia de pessoas, de forma secreta, conte os votos”.

Conforme noticiado pela Folha de S. Paulo, Bolsonaro fez novas declarações em que desacredita do sistema eleitoral: "Não estou acusando servidores do TSE [Tribunal Superior Eleitoral]. Eu não posso admitir que meia dúzia de pessoas tenham a chave criptográfica de tudo, e essa meia dúzia pessoas, de forma secreta, conte os votos numa sala lá do TSE. Isso não é admissível."

+++LEIA MAIS: 70% dos brasileiros acreditam haver corrupção no governo Bolsonaro, aponta Datafolha

Em seguida, o presidente afirmou que quer, apenas, “transparência”. Apesar de nunca apresentar provas de fraude em eleições anteriores, Bolsonaro afirmou na entrevista que não quer participar de uma corrida presidencial que gere “dúvidas” em 2022. 

“A própria Constituição fala em contagem pública dos votos. O que que nós queremos? Olha o que que eu estou querendo. Estou querendo transparência. Nada mais além disso. Não podemos terminar as eleições de 2022 e o povo aí ficar na dúvida. 'Será que este cara ganhou? Será que o processo foi limpo, foi transparente?'", disse.

+++LEIA MAIS: YouTube remove vídeos de Bolsonaro por informações falsas sobre a Covid-19

Ameaças de Bolsonaro

Defensor do voto impresso, Bolsonaro afirmou recentemente que, caso o sistema eleitoral não mude em 2022, não haverá eleições. As afirmações gerou um clima de tensão entre partidos, Supremo e Congresso.

Na segunda, 19 de julho, o presidente também ameaçou não participar das eleições de 2022 caso a mudança não aconteça: "Eu entrego a faixa para qualquer um, se eu disputar a eleição, né? Se eu disputar, eu entrego a faixa para qualquer um. Uma eleição limpa. Agora, participar de uma eleição com essa urna eletrônica…”

+++LEIA MAIS: Bolsonaro cogita não disputar eleições de 2022 se não tiver voto impresso


+++ RS TRENDING | CONHEÇA OLIVIA RODRIGO: VIDA, RECORDES, SOUR E MAIS!