Há 30 anos, Aerosmith abandonava letras felizes para cantar sobre abuso infantil e vingança [FLASHBACK]

De sexo oral no elevador à profundidade de "Janie's Got a Gun", Steven Tyler se afastou do conforto para chegar ao confronto

Redação Publicado em 14/02/2020, às 19h10

None
Aerosmith em 1983 (Foto: Rene Perez/AP Images)

Há 30 anos neste mês, “Janie's Got a Gun” do Aerosmith chegou ao Hot 100 da Billboard no número 4 - abaixo apenas de “Opposites Attract” de Paula Abdul, “Two to Make it Right” do Seduction e “Downtown Train” do Rod Stewart. Era incomumente dark para um single da banda, com temas como incesto, abuso infantil e assassinato por vingança. 

Aquele foi um período em que o Aerosmith trabalhou com muitos letristas de fora como Desmond Child e Jim Vallance, mas Steven Tyler e o baixista Tom Hamilton escreveram a música sozinhos.

+++ LEIA MAIS: Flashback: em 1979, Led Zeppelin quebrava hiato e lançava último disco da carreira

Tyler disse que a letra foi inspirada em uma capa da Time sobre violência armada dos EUA e um artigo da Newsweek sobre crianças abusadas em bairros ricos. Fizeram-no escrever uma história sobre uma menina, Janie, que assassina o pai depois de ser estuprada. 

A versão original da música tinha o verso “ele estuprou um bebezinho / o cara deve ser insano”, mas mudaram para “ele acabou com um bebezinho / o cara deve ser insano” para poder tocar na rádio e na MTV. Também há uma versão editada que substitui “ela precisou derrubá-lo facilmente e colocou uma bala no cérebro dele” por “ela precisou derrubá-lo facilmente e o deixou na chuva.”

+++ LEIA MAIS: FLASHBACK: Priscilla Presley relembra encontro "estranho" de Elvis com os Beatles: "Eles estavam nervosos"

Mesmo com essas mudanças, a música é uma visão arrepiante do abuso infantil. Para fazer um vídeo que mandasse a mensagem, contrataram David Fincher alguns anos antes dele decolar com Alien 3e Seven. Mostra a banda tocando, um policial investigando um homicídio e flashbacks da vida de Janie antes do assassinato.

O single anterior do Aerosmith, “Love in an Elevator”, é basicamente sobre Tyler recebendo sexo oral num elevador. Isso mostra como se afastaram da zona de conforto com “Janie’s Got a Gun”, que tocava o tempo todo na MTV e nos rankings de rádio. Não teriam um single de tanto sucesso até “I Don’t Want to Miss a Thing” nove anos depois. 

+++ LEIA MAIS: Flashback: vídeo mostra Oasis tocando 'Live Forever' para um Glastonbury lotado; assista

Aerosmith não teve um single de sucesso desde “Jaded” em 2001, mas isso não afetou a banda no circuito de shows. Recentemente, reuniram com o baterista Joey Kramerdepois de uma separação extremamente conturbada que envolveu processos e guardas na porta dos ensaios do grupo para não deixá-lo entrar. 

Tudo isso parece ter sido superado agora, e eles tocam até setembro em Las Vegas e Europa. Mas não espere ouvir “Janie’s Got a Gun”. Por algum motivo, tiraram da setlist deles na residência em Las Vegas.  

+++ SESSION ROLLING STONE: RUBEL TOCA MANTRA