Michael Jackson conheceu 'filho perdido' de relação com fã após concurso de dança infantil; entenda

Conheça a história curiosa de como o Rei do Pop se deparou com o menino

Redação Publicado em 29/08/2020, às 12h00

None
Michael Jackson (Foto: Agent Press) e Omer Bhatti (Foto: Reprodução/Instagram)

Michael Jackson deixou três filhos quando morreu, em julho de 2009, mas existe um mistério sobre a relação do Rei do Pop com o norueguês Omer Bhatti, conhecido como o “filho perdido” do artista - teoria confirmada por Joe Jackson em entrevista. O pequeno conheceu o ídolo após vencer um concurso de dança infantil para sósias de Jackson. 

Como em outros casos, Jackson tem certa responsabilidade pela origem dos rumores. Depois de conhecer Bhatti, o cantor apresentou a criança a funcionários e amigos próximos como fruto de um caso com uma fã, como conta o ex-assistente pessoal Frank Cascio no livro Meu Amigo Michael

+++ LEIA MAIS: Como Michael Jackson tentou comprar ossos do Homem-Elefante - e ganhou imagem de 'esquisitão' por isso

Cascio acompanhava Jackson em uma viagem a Paris, em 1996, quando foi apresentado a um garoto de 13 anos que era chamado de “Mini Michael”. O menino tinha ganhado um concurso de dança infantil e teve a oportunidade de conhecer o ídolo algum tempo antes, durante uma passagem do astro pela Tunísia. Para surpresa do assistente, Jackson mais tarde explicou a relação com o garoto com uma história surpreendente - e difícil de acreditar. 

Michael me puxou de lado e revelou que Mini Michael era filho dele. Hã? Seu filho? Eu nunca ouvira falar naquela criança (...) nos 10 anos em que o conhecia”, relembrou Cascio. “Mas, no mundo de Michael, eu já aprendera a esperar o inesperado”.

+++ LEIA MAIS: Carta de Michael Jackson detona Elvis Presley, Bruce Springsteen e os Beatles, segundo tabloide: 'Não eram melhores cantores e dançarinos do que artistas negros'

Segundo Cascio, Jackson contou sobre um caso com uma norueguesa - o primeiro do artista com uma fã. “A garota engravidou mas, quando teve o bebê, não suportou a ideia de ser mãe do filho de Michael Jackson e literalmente enlouqueceu. O bebê supostamente foi adotado por uma norueguesa chamada Pia”, continuou o ex-assistente. “Quando Michael [conheceu Omer], percebeu que o garoto se parecia com ele e começou a imaginar se não seria a mesma criança nascida do caso em 1984”. 

Apesar de ter dúvidas sobre a veracidade da história, Cascio aceitou porque o astro estava “totalmente seguro” sobre ter encontrado o filho perdido. Segundo o USA Today, a família Bhatti morou por um tempo em Neverland, pois Pia foi a primeira babá de Prince Jackson, e os filhos do astro o consideram como um irmão mais velho e mantém relações próximas. 


+++ XAMÃ: MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO, DE NIRVANA A TUPAC