Brandon Flowers diz separar o que diz Morrissey da arte dele: ‘Não vou destruir mais discos do The Smiths’

O vocalista do The Killers revelou qual a relação dele com as obras do The Smiths e o posicionamento político de Morrissey

Redação Publicado em 20/04/2020, às 08h10

None
Brandon Flowers no estádio AT&T (Foto: Amy Harris/AP)

Brandon Flowers, vocalista do The Killers, revelou separar a arte de Morrissey, ex-vocalista do The Smiths, das polêmicas opiniões políticas do músico. Em entrevistas à Times, o cantor falou como enxerga a relação dele com as obras do cantor. 

“É difícil separar [a arte] dele e eu não vou tocar por aí a música na frente das minhas crianças [...] Escolha ‘What She Said’. Se ‘What She Said’ tocar no rádio com minhas crianças, eu não vou mudar. Ainda é uma música incrível, então eu não sou tão sério a ponto de mudar de estação". 

+++ LEIA MAIS: Brandon Flowers homenageia a mãe em show do The Killers

Flowerscompletou: “Eu não concordo com ele, mas eu não vou destruir meus CDs dos The Smiths ou algo do tipo”. 

O vocalista também comentou a performance da banda do hit dos anos 1980 “This Charming Man” ao lado de Johnny Marr durante o Glastonbury 2019. O músico defendeu o ex-guitarrista do The Smiths e disse: “Eu não acho que Marr deveria ser repreendido por causa do Morrissey, então eu não me arrependo”.

+++ LEIA MAIS: The Killers faz cover vibrante de “Fame”, de David Bowie; assista

Após o fim do The Smiths, Morrissey demonstrou apoio a políticos de extrema direita e ganhou inúmeras críticas dos fãs, enquanto Marr revelou ser contra o posicionamento do ex-colega e ter ideais ligados à esquerda.


+++ SESSION RS: SCALENE TOCA ASSOMBRA