Duas ex de Johnny Depp, Winona Ryder e Vanessa Paradis, depõem em processo contra jornal

O astro foi acusado de violência doméstica pela ex-esposa Amber Heard em 2018- e desde então trava uma batalha judicial contra o jornal que compartilhou a notícia

Redação Publicado em 14/05/2020, às 18h20

None
Montagem de Winona Ryder, Jhonny Depp e Vanessa Paradis (Foro1 e 3: Reproduçao) (Foto2: AP / Joel Ryan / File)

Johnny Depp entrou com ação judicial há anos, desde quando foi acusado de violência doméstica pela ex-esposa Amber Heard, em abril de 2018, em publicação do jornal The Sun. No entanto, nos últimos dias, novas pessoas entraram na trama: as ex-companheiras de Johnny Depp.

+++LEIA MAIS: Amigo revela como Amber Heard teria abusado de Johnny Depp

Segundo o Hugo Gloss, Vanessa Paradis e Winona Ryder testemunharam a favor do astro no processo dele contra o jornal The Sun e contra o diretor-executivo Dan Wootton, responsável pela matéria na qual o ator é acusado de violência doméstica contra Heard, deixando-a "temendo" pela vida.

As duas atrizes depuseram a favor da causa de Depp, alegando o bom comportamento do astro. Paradis mencionou a relação com o ator e os dois filhos que tiveram: “Conheço o Johnny por mais de 25 anos. Fomos parceiros por 14 anos e criamos dois filhos juntos. Durante todos esses anos, conheci Johnny como uma pessoa e pai gentil, atencioso, generoso e não-violento. Ele nunca foi violento ou abusivo comigo”.

+++ LEIA MAIS: Como Johnny Depp se livrou das tatuagens para Winona Ryder e Amber Heard?

Winona Ryder falou: “Não consigo entender as acusações [de Amber Heard]. Ele nunca, nunca foi violento em relação a mim. Nunca, de nenhuma forma, foi abusivo em relação a mim”. 

Um representante de Heard comentou sobre os depoimentos: “Ficamos felizes que elas não tenham tido a mesma experiência da Sra. Heard. No entanto, a experiência de uma mulher não determina a experiência de uma outra mulher”.

+++LEIA MAIS: Johnny Depp descreve briga com Amber Heard na qual perdeu o dedo [VÍDEO]

Os testemunhos seriam iniciados em 25 de março, em Londres. No entanto, com a pandemia de  coronavírus, o julgamento será adiado, com início para 7 de julho.


+++ O TERNO | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASI