Oscar 2021: 4 motivos para prestar atenção em Destacamento Blood, indicado a Melhor Trilha Sonora Original [LISTA]

Filme de Spike Lee acompanha veteranos da Guerra do Vietnã, aborda questões raciais e esbanja Marvin Gaye na tracklist

Gabriela Piva | @gabriela_piva (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 01/04/2021, às 15h03

None
Cena de Destacamento Blood. (Foto: Divulgação/IMDb/Netflix)

Professor de cinema da New York University (NYU)Spike Leeprovou em Destacamento Blood(2020), da Netflix, ser um bom educador. Baseado em fatos, o longa acompanha cinco veteranos da Guerra do Vietnã (1955 - 1975) em uma viagem para encontrar restos mortais do comandante Stormin (Chadwick Boseman) e ouro deixados no local.

Outro professor trabalhou com Lee no filme: Kevin Wilmott, da Universidade de Kansas, co-escreveu o roteiro de Destacamento Blood. Juntos, deram uma aula de história para um país que nega a derrota na guerra.

+++ LEIA MAIS: Todos os filmes do Spike Lee, do pior ao melhor, segundo site [LISTA]

Indicado como Melhor Trilha Sonora Original no Oscar 2021, Destacamento Blood não é uma obra-prima de Spike Lee, mas vale a pena assistir. Confira quatro motivos para prestar atenção no filme:


Trilha Sonora

Destacamento Bloodnão tem grandes indicações ao Oscar 2021. Porém, concorre na categoria de Melhor Trilha Sonora Original.

+++LEIA MAIS: Chadwick Boseman aprendeu a tocar trompete para A Voz Suprema do Blues

A parceria de sucesso para a música do filme começou com a contratação do trompetista Terence Blanchard, responsável pela trilha sonora. Para ter ideia do renome do músico: venceu quatro das seis indicações ao Grammy na carreira. 

De acordo com Itapema Fm, o disco é repleto de clássicos do Marvin Gaye e outras canções R&B de sucesso. Lançado em 2020, o disco homônimo ao filme está disponível nas plataformas digitais.  

+++ LEIA TAMBÉM: Os maiores esnobados do Oscar 2021: Destacamento Blood, Bacurau, Uma Noite em Miami e mais [LISTA]


História inspirada em fatos 

Em busca de ouro e dos restos mortais do comandante, Paul (Delroy Lindo), Otis (Clarke Peter), Eddie (Norm Lewis), Melvin (Isiah Whitlock Jr.) e David (Jonathan Majors) viajam dos EUA até o Vietnã. 

+++ LEIA MAIS: Spike Lee diz que Trump ‘entrará para história como Hitler’

A volta ao local representa uma forma de ressignificar as memórias dos cinco amigos. Flashbacks com personagem de Boseman explicam o passado e o futuro - isso responde como se tornaram quem são. 

Apesar de viverem aventuras e conhecerem a cultura vietnamita de outra maneira, a história termina em tragédia. O enredo também trata questões raciais.

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


Chadwick Boseman

A história do ator de Pantera Negra ficou mais conhecida quando morreu em agosto de 2020. Ninguém sabia sobre a luta travada durante quatro anos contra o câncer de cólon.

Na época, a notícia tornou pública a condição preocupante de Boseman ao filmar grandes obras do cinema. Destacamento Blood, inclusive, foi um dos longas feitos durante a quimioterapia.

+++ LEIA MAIS: Chadwick Boseman 'não queria tratamento especial' devido à doença, diz Spike Lee

Como ninguém além da esposa e alguns familiares de Boseman sabiam do estado de saúde, o elenco do filme de Lee ficou insatisfeito com o tratamento diferenciado do ator no set

"Minha esposa me perguntou como era trabalhar com Chadwick, e eu disse que o tratavam como se fosse alguém 'especial', porque estava cercado por bajuladores no set de filmagem," relembrouPeters em entrevista ao Good Morning Britain. "Sinto-me arrependido quando me lembro desses pensamentos."

+++LEIA MAIS: Viola Davis faz homenagem a Chadwick Boseman: ‘Ele viveu o momento’ 


De olho no futuro

Com as críticas sociais e a lembrança da história dos EUA, Spike Lee faz o seu melhor: diverte e instiga o telespectador. 

Com personagens como Paul (Delroy Lindo), foi possível apresentar questões passadas para pensar o presente e entender como os amigos se tornaram quem são - uma alusão à vida comum. 

+++ LEIA TAMBÉM: 5 momentos marcantes da carreira de Spike Lee: do Oscar a entrevista com Racionais MC's

Os aspectos sociais em Destacamento Blood, como o privilégio do dinheiro ou a questão racial, são mais uma assinatura de Lee

O diretor entregou um filme inteligente, divertido e apreensivo. Ao entreter, surpreende ao entristecer e desesperar com os acontecimentos finais da obra.

+++ LEIA MAIS: Entrevista com Spike Lee: dirigindo Go Brazil Go!, documentário sobre o país, ele critica a Fifa e Marco Feliciano.

+++ KANT | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL