Você deveria assistir Tuca & Bertie: a 'prima de Bojack Horseman' esnobada pela Netflix trata de amor moderno, amizade entre mulheres, abuso e sobriedade

Cancelada pela plataforma, a animação foi resgatada pela Adult Swim, mesma produtora de Rick & Morty

Malu Rodrigues Publicado em 10/06/2020, às 07h00

None
Tuca & Bertie (Foto: Reprodução/Netflix)

Tuca & Bertie com certeza foi uma das melhores animações a estrear em 2019. A série sobre duas mulheres-pássaro de 30 e poucos anos consegue transitar entre momentos cotidianos e descontraídos para, do nada, inserir o espectador em uma reflexão crítica e densa.

A animação foi criada por Lisa Hanawalt, produtora de Bojack Horseman. Como o estilo do desenho era parecido, Tuca & Bertie foi taxada como a prima da série sobre o cavalo humanoide. O problema é que a produção colorida e psicodélica de Hanawalt é muito mais do que isso.

+++ LEIA MAIS: Fim de Bojack Horseman força desfecho vazio depois de examinar tão bem os traumas humanos (e equinos) [ANÁLISE]

Para além de Bojack, a animação de 2019 cria a própria narrativa e o próprio mundo - e tudo isso sem se agarrar à produção lançada anos antes. Provavelmente, muitas pessoas esperavam que Tuca & Bertie fosse igual à animação do equino e já a dispensaram sem dar uma segunda chance.

 O resultado foi o cancelamento da série poucos meses depois de ser colocada no catálogo da Netflix. Apesar disso, a produção subestimada ganhou uma gama fiel de fãs que se divertiram e se emocionaram com as aventuras das protagonistas que dão o nome para a série. 

+++ LEIA MAIS: Os 8 momentos mais tristes de Bojack Horseman, série adorada da Netflix [LISTA]

Além disso, também ganhou elogios da crítica especializada. No Rotten Tomatoes, a série garantiu uma aprovação de 98%.

Cancelada pela plataforma, a animação não ficou esquecida e foi resgatada pelo Adult Swim, mesmo canal que exibe Rick and Morty. O anúncio foi feito em maio deste ano com um teaser. Enquanto esperamos pela nova leva de episódios produzidos fora da Netflix, vamos conhecer mais sobre a produção:


As vozes dos bastidores

Criada pela talentosa Lisa Hanawalt, a animação tem como protagonistas duas mulheres-pássaro. Acompanhamos Tuca, uma tucana despojada, e Bertie, uma pardal ansiosa. A primeira é dublada por Tiffany Haddish e a segunda é dublada por Ali Wong

As duas comediantes conseguiram se apropriar totalmente das personagens e retratá-las de forma única e complexa. Haddish traz para Tuca toda a versatilidade, sarcasmo e espontaneidade. Enquanto isso, Wong transmite toda a vulnerabilidade e timidez de Bertie.

+++ LEIA MAIS: Ama Bojack Horseman? Conheça mais 3 comédias adultas para assistir na Netflix

A dinâmica das personagens é tão incrível e visceral que gostamos de acompanhar todas as aventuras - e desventuras - das duas. É difícil imaginar outras atrizes nos respectivos papéis.

Além da dupla de mulheres, a série também mostra outros personagens secundários. O que mais aparece é Speckle, um pássaro arquiteto e namorado de Bertie. O jovem é dublado por Steven Yuen, o famoso ator de Glenn Rhee em The Walking Dead. Parecido com o personagem da série de zumbi, na animação Yuen também revela o lado doce e cuidadoso - apesar de não ter muito controle da própria raiva.


Temas pesados, mas tratados com delicadeza

Apesar de se enquadrar em uma comédia, Tuca & Bertie não tem medo de mergulhar em assuntos pesados. Pela visão de duas mulheres, o público consegue, na mesma cena, rir de situações absurdas para logo depois se emocionar e até chorar com um detalhe jogado. A animação é perfeita para ser assistida sem julgamentos. 

Amizade entre mulheres

A primeira vista, é um pouco inesperado saber que Tuca e Birtie são amigas. As duas são praticamente opostas e as personalidades delas se chocam em todo o episódio. No entanto, com o passar dos episódios, começamos a entender a ligação das duas.

Elas são amigas desde a faculdade e criar uma relação com outra pessoa entre os 20 e 30 anos pode ser um processo complexo de descobertas. E é exatamente essa a dinâmica delas: elas têm uma relação complexa, mas bem familiar para quem assiste. 

+++ LEIA MAIS: Como a série Dead To Me, da Netflix, está revolucionando a narrativa feminina

Em certos capítulos, as protagonistas passam por jornadas pessoais bem distintas, mas ainda continuam juntas. Elas têm uma rede de apoio e honestidade uma com a outra. Apesar de terem características bem diferentes, elas se entendem no próprio mundo e linguagem delas (compartilhado com o espectador de forma íntima).

Amor moderno

A animação trata de vários tipos de amor: o próprio, o entre amigas, o entre familiares, o amoroso. E todos garantem o próprio espaço e aprofundamento ao longo dos 10 episódios de quase 30 minutos.

Como esperado, nenhum relacionamento é mostrado como perfeito, todos têm falhas e revelam as complexidades em manter uma conexão com outra pessoa. A série retrata as dificuldades de ser vulnerável e honesto com as pessoas do seu lado, sem julgamentos. Tuca & Bertie mostram como as pessoas - aqui representados por animais - podem ser bagunçadas emocionalmente.

+++ LEIA MAIS: Netflix abre as portas para protagonistas asiáticas e reinventa os romances adolescentes [ANÁLISE]

Traumas

Tuca & Bertie retrata de forma cuidadosa, mas, ao mesmo tempo, visceral, os traumas das protagonistas. Tuca lida com a morte da mãe ainda jovem, o afastamento da família e a relação complicada com a tia Tallulah. Esta é uma parente rica e alcoólatra que desconta as próprias emoções em cima da sobrinha.

Em um dos episódios, a tia diz para Tuca que a jovem ficará sozinha e insulta a mãe dela. A relação tóxica com a tia detalha bastante também a personalidade da tucana, que, para se afastar de sentimentos tristes, sempre se mostra como a pessoa divertida. Saber os traumas de infância de Tuca dá toda uma nova camada para a personagem e a aproxima da própria vivência do espectador.

+++ LEIA MAIS: BoJack Horseman, Big Mouth e mais: 6 séries de animação adulta na Netflix [LISTA]

Se por um lado Tuca lida com os próprios traumas, Bertie também enfrenta os dela. A jovem sofre com o assédio no local de trabalho, tanto na empresa como no restaurante. Em um dos capítulos, a passarinha diz para o ex-colega que fez um comentário totalmente sexista para ela: "Você me fez pensar no meu próprio corpo no meu trabalho".

No restaurante, o chefe Pete abusa do poder para rebaixar Tuca e a colocar em situações desconfortáveis, com toques não consensuais. A jovem só percebe que o comportamento dele é abusivo quando outra funcionária se revolta com a atitude de Pete.

+++ LEIA MAIS: 8 sitcoms incríveis que você talvez nunca tenha ouvido falar [LISTA]

Ainda, nos últimos episódios, Bertie encara o passado doloroso, do qual tentou se afastar, mas foi surpreendida quando as memórias escondidas voltam. Em uma cena igualmente dolorosa, Bertie revela que foi abusada quando era criança. A animação não veio para dar detalhes do trauma de infância que afeta a personagem até na fase adulta, exatamente para evitar julgamentos para com as reações futuras de Bertie. Traumas despertam vários comportamentos e emoções; e a animação, com razão, não dá abertura para questionarem a jovem.

O cuidado da produção com essa revelação é refletido nas ansiedades e inseguranças que Bertie mostra em relação às figuras de autoridades.

+++ LEIA MAIS: 4 séries com dramas surpreendentes para assistir na Netflix

É impressionante como a série lida com a história e com o trauma - e ouso dizer que nunca vi uma produção tratar com tanto cuidado, delicadeza e realismo isso. Acompanhar Bertie desvendar essa parte de si mesma é uma sensação esmagadora. 

Sobriedade

Sem muitos mistérios, a animação deixa claro que Tuca está sóbria há 6 meses. Em flashbacks, podemos ver a personagem sempre com um copo de bebida na mão e a amiga Bertie preocupada com ela - até a tucana ser internada. Nos episódios, vemos a protagonista extrovertida tentando descobrir como lidar com a vida pessoal e profissional enquanto navega na sobriedade.

E, em direção contrária a várias produções que focam na recaída de uma pessoa viciada, a série de Hanawalt não dá abertura para essa narrativa de 'ameaça de recaída'. Na verdade, a animação explora o cotidiano de Tuca e como ela se apresenta em um mundo que espera pelo contrário de uma recuperação.

+++ LEIA MAIS: 6 séries de comédia dramática subestimadas da Netflix para você maratonar [LISTA]

Tuca pode ser impulsiva, mas a construção dela não. Com muita gentileza e compaixão, o arco traz várias camadas para a tucana e cria uma complexidade ao redor dela.


O futuro fora da Netflix

Lançada em maio de 2019, Tuca & Bertie foi cancelada pela Netflix dois meses depois. E, em maio de 2020 o Adult Swim, o "Cartoon Network dos adultos", anunciou o resgate da série com um teaser. 

O canal encomendou dez episódios para a segunda temporada. Os episódios da primeira parte devem ser mantidos no catálogo da Netflix, apesar da situação.

+++ LEIA MAIS: 6 séries de comédia subestimadas da Netflix para você maratonar [LISTA]

Quando a notícia foi anunciada, Lisa Hanawalt disse em comunicado: "Sou fã das animações do Adult Swim desde que era adolescente, então estou muito animada para levar minhas aves amadas à festa e me tornar uma nova voz de uma década de animação adulta absurda, irreverente e emocionante".

A segunda temporada de Tuca & Bertie tem previsão para ser lançada em 2021. Podemos esperar por muito mais da narrativa incrível, emocionante e divertida de Hanawalt.

Assista ao teaser:


+++ DELACRUZ | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO