Marvel Comics pode se tornar dona da DC Comics após crise e demissão de executivo? Entenda

O desligamento de Dan DiDio pode significar que a DC será posta a venda e a rival Marvel já teria uma oferta, de acordo com rumor

Redação Publicado em 26/02/2020, às 12h32

None
Vídeo feito por fã de luta entre os heróis da Marvel e DC Comics (foto: reprodução YouTube)

O conglomerado de empresas da AT&T, dono da DC Comics, demitiu recentemente Dan DiDio, presidente da editora. Segundo o site We Got This Covered, o desligamento do executivo pode sinalizar a venda da DC para a  Marvel Comics.

É claro, tudo não passa de um rumor, mas como a história ganhou repercussão nas redes sociais, vamos explicar o que está acontecendo. 

DiDio atuava como Editor Executivo do Universo DC desde 2002 e especula-se que a saída dele seria o primeiro sinal, de acordo com o site, de que a AT&T sairia completamente do ramo dos quadrinhos e vender a DC para a Marvel.

+++LEIA MAIS: Kevin Feige quase foi demitido da Marvel por exigir filme com mulheres: ‘Foi o ponto de virada’, diz Mark Ruffalo

Os motivos para a saída de DiDio teriam sido conflitos com a AT&T devido ao um projeto de reiniciar a cronologia do universo DC com uma “quinta geração” de histórias novas. Seria o segundo reboot em menos de 5 anos (o primeiro foi Renascimento, em 2016).

Além dos consecutivos reboot, a AT&T estaria temendo que o projeto prejudicasse a imagem da DC nos cinemas em longas como The Batman e Aquaman 2. Outro agravante seria o conflito que Didio teve com Scott Snyder, um dos autores mais talentosos da editora, que ficaria de fora do suposto relançamento.

+++LEIA MAIS: Por que Batman não existe em Watchmen se os dois são da DC? Zack Snyder explica

Apesar de absurdo, o possível movimento corporativo possui precedentes, já que em 2019 a Disney comprou a Fox e trouxe todos os heróis da Marvel (X-Men e Quarteto Fantástico) para serem introduzidos no futuro MCU.

Até o momento desta publicação, não houve qualquer pronunciamento oficial da Marvel sobre a compra da DC e muito menos se os universos das editorias passarão a ser compartilhados com a fusão das empresas.


+++ TITÃS CELEBRA O ACÚSTICO, MAS SE MANTÉM ELÉTRICO - E É ATRAÇÃO DA MUSIC & RUN