The Office: John Krasinski chorou de verdade em cena emotiva entre Jim e Michael Scott

Os dois atores precisaram de 17 tomadas para acertar a cena

Redação Publicado em 26/08/2020, às 10h58

None
Jim (John Krasinski) e Michael Scott (Steve Carell) (Foto: Reprodução/NBC)

O texto contém spoilers de The Office

Um dos episódios mais emocionantes de The Office foi quando Michael Scott, interpretado por Steve Carell, saiu da série. Cada despedida do personagem foi capaz de fazer qualquer um chorar. De acordo com o Cheat Sheet, John Krasinski chorou de verdade em cena emotiva entre Jim e Michael.

"Goodbye, Michael" foi o 22° episódio da 7ª temporada e deu uma despedida linda e digna para o personagem lendário de Carell. Michael se despediu individualmente de cada funcionário da Dunder Mifflin de Scranton, mas ele saiu da empresa um dia antes do que ele falava para todos, para evitar uma grande festa em homenagem a ele e fazer o processo de despedida menos difícil.

+++LEIA MAIS: Jennifer Garner chora ao maratonar The Office do início ao fim e recebe mensagens do elenco

Quem deu essa ideia foi o próprio Steve Carell, como ele mesmo explicou em um episódio do podcast An Oral History of The Office. Seis meses antes do episódio final do personagem, o ator disse que conversou com o escritor Greg Daniels sobre um arco final para Michael, o qual incluiria o futuro dele Holly Flax, mas também a ideia de como ele diria adeus à família do escritório.

Uma grande festa foi planejada para o último dia de Michael, mas ele decidiu se despedir no dia anterior, e assim ele iria sem muito alarde. "Achei que essa seria a representação mais elegante do crescimento dele como ser humano”, explicou Carell. O personagem deixou para trás a grande festa e escolheu um momento mais pessoal com cada pessoa.

+++LEIA MAIS: Afinal, por que Steve Carell saiu do The Office?

Uma das despedidas mais emocionantes do capítulo foi entre Jim e Michael. De acordo como Cheat Sheet, John Krasinski e Steve Carell ficaram muito emocionados e quase nem conseguiram gravar: "Estou tentando descobrir em tempo real por que chorei tanto quando fizemos aquela cena. Eu também me lembro dele chorando e eu não esperava isso", disse Krasinski.

"A energia naquela sala era tão densa e palpável que, quando eles falaram 'ação', ou 'vá em frente', lembro-me de que Steve chorou imediatamente e isso era tão diferente dele", continuou. "Não que ele fosse sem emoção, mas era tão estranho ele deixar a vida real transparecer no momento, certo?".

O ator finalizou a história com uma curiosidade: "Acho que na verdade me lembro que o número real eram 17 tomadas sem nem falar, apenas babando e chorando".


+++ DELACRUZ SOBRE FILHOS, VIDA E MÚSICA: 'ME ENCONTREI NO AMOR, NA FAMÍLIA, NO LADO BOM'