Quais foram as últimas palavras de George Harrison a Paul McCartney, Ringo Starr e Olivia Harrison?

O guitarrista dos Beatles morreu de câncer de pulmão em 2001

Redação Publicado em 06/12/2019, às 15h53

None
George Harrison (Foto: AP)

George Harrison, o lendário guitarrista dos Beatles, morreu há 18 anos, em novembro de 2001. O músico é lembrado pelas contribuições musicais do quarteto de Liverpool, além do catálogo incrível de projetos solos, com hits como “My Sweet Lord” e “What Is Life”. 

Conhecido pelo senso de humor e lealdade, o guitarrista sempre foi muito amado pelo público, pelos companheiros de Beatles e pela esposa. E, quais foram as últimas palavras de George para Ringo Starr, Paul McCartney e Olivia Harrison?

+++ LEIA MAIS: Por que John Lennon não se preocupou com a saída de George Harrison dos Beatles?

Em uma entrevista ao The Telegraph, anos após a morte dele, Olivia revelou as palavras doces e sensíveis que ele disse à ela quando sabia que estava morrendo: "Olivia, você ficará bem, você ficará bem". 

"Bem é ok, mas não é realmente bem o suficientemente, não é? Mas George estava certo. Estava bem, embora eu sentirei saudades dele até a minha morte. Mas ele seguiu o caminho dele e agora eu seguirei o meu", afirmou na entrevista.  

+++ LEIA MAIS: Violino, LSD e deportação: 8 fatos curiosos sobre George Harrison, guitarrista dos Beatles [LISTA]

Olivia também disse que o relacionamento dela com Harrison continuaria mesmo depois da morte dele: "Mas não é mais um relacionamento físico. E quanto mais cedo alguém concordar com isso, mais fácil será, em vez de sentir que George se foi e ele nunca mais voltará."

Paul McCartney fez uma homenagem ao amigo em uma entrevista logo após a morte e disse que estava “devastado”: "Sabemos que ele estava doente há muito tempo. Estou muito triste ao saber que ele faleceu".

+++LEIA MAIS: Beatles: Como foi o último encontro entre George Harrison e Paul McCartney?

Paul lembrou do último encontro com George e afirmou que o guitarrista era um "homem muito corajoso": "Ele estava muito doente. Mas estávamos rindo e brincando como se nada estivesse acontecendo. Fiquei muito impressionado com a força dele, mas eu meio que sabia que ele seria assim, porque ele sempre tinha sido assim. Ele gostaria que nós lembrássemos dele como o ótimo homem que era."

"Quando o vi pela última vez, eu segurei sua mão por quatro horas. E, enquanto fazia isso, eu pensei: 'Nunca segurei sua mão antes, nunca. Não é isso que dois colegas de Liverpool fazem, não importa o quanto eles se conheçam'. Fiquei pensando: 'Ele vai me dar um tapa aqui'", completou. 

+++ LEIA MAIS: Por que George Harrison tinha ressalvas em relação ao White Album dos Beatles?

Ao ser questionado sobre como Olivia e o filho do casal Dhani estavam lidando com o sofrimento da morte do músico, o baixista respondeu: "Eles estão arrasados, como todos nós. Mas eles são muito fortes. Olivia tem seu filho Dhani, que é um cara realmente ótimo e está sendo muito forte e a apoia muito nesse momento."

O baixista comentou sobre o legado deixado pelo guitarrista, elogiou o talento dele e disse que George era "como um irmão": "A música dele viverá para sempre. Ele é um grande homem e acho que ele será lembrado como um grande homem."

+++ LEIA MAIS: Por que Paul McCartney era o maior problema de George Harrison nos Beatles?

Ringo Starr também prestou homenagem a Harrison após a morte do amigo: "Sentiremos falta de George por seu senso de amor, música e riso."

Mais tarde em uma entrevista, o baterista lembrou-se da última conversa com o guitarrista. Ringo foi visitar o amigo, que já estava doente demais. No entanto, precisou ir embora para ver a própria filha, que sofria de um tumor cerebral, em Boston.

+++LEIA MAIS: Em quem George Harrison pensava quando compôs Something, dos Beatles?

"Eu disse: 'Bem, eu tenho que ir. Eu tenho que ir para Boston ", disse o baterista à George. "E ele estava-" Ringo parou, tentando segurar as lágrimas durante a entrevista. "São as últimas palavras que eu o ouvi dizer, na verdade. E ele disse: 'Você quer que eu vá com você?' Então, você sabe, esse é o lado incrível de George", finalizou.

George Harrison morreu de câncer de pulmão em 29 de novembro de 2001, aos 58 anos, tendo sido diagnosticado pela primeira vez em 1997. Em maio de 2001, passou por uma cirurgia para remover um crescimento canceroso de um dos pulmões e, em julho, recebeu radioterapia para um tumor no cérebro.

+++LEIA MAIS: Há 29 anos sóbrio, Elton John relembra como George Harrison o ajudou a parar de cheirar cocaína

Quando lhe disseram que os tratamentos não podiam mais ajudar, o músico optou por não morrer no hospital e viajou para Los Angeles, onde faleceu na casa alugada, na época, pelo ex-companheiro de Beatles, Paul McCartney.


+++ SCALENE SOBRE RESPIRO: 'UM PASSO PARA TRÁS, RESPIRAR E VER AS COISAS DE UMA FORMA NOVA'