Quem inspirou George Harrison em ‘Something’, a ‘melhor música de amor de todos os tempos’?

A faixa foi a primeira composição dos Beatles a chegar ao topo sem os nomes de Paul McCartney e John Lennon nos créditos

Redação Publicado em 04/05/2020, às 19h38

None
George Harrison (Foto: AP Images)

“Something”, de Abbey Road(1969) é uma das melhores músicas dos Beatles - e, provavelmente, o melhor trabalho de George Harrison com a banda. Esta não é nossa opinião: é do renomado Frank Sinatra, que a descreveu como “a melhor música de amor dos últimos 50 anos”; também ajuda o fato dela ter sido a primeira faixa do Fab Four a chegar ao topo das paradas e não ter autoria de John Lennone Paul McCartney.

A inspiração da grandeza, porém, é bastante dúbia e confusa - e a declaração de Harrison sobre ela mudou algumas vezes durante os anos. A primeira versão - popularmente, a mais conhecida, também - explica como a musa de “Something” foi Pattie Boyd, então esposa do ex-beatle:

+++ LEIA MAIS: Batman foi responsável por fim dos Beatles no universo DC Comics

“Ele me disse, de maneira bem certeira, que a escreveu para mim,” disse Boyd em sua biografia. O casal se conheceu no set de Hard Day’s Night, e era realmente apaixonado. Mas, no momento do lançamento de “Something”, o relacionamento mostrava desgaste (permaneceriam casados até 1977, apesar dos casos extra conjugais da esposa).

Essa versão foi reforçada por uma declaração de Harrison para David Wigg, jornalista da BBC, em 1969. Questionado sobre a inspiração, respondeu: “Talvez Pattie… Provavelmente.” O  jornalista rebateu: “Sério?” Harrison mudou de assunto.

+++ LEIA MAIS: Alguém isolou as linhas de baixo do disco Abbey Road, dos Beatles, e é incrível; ouça

Em outros momentos, George Harrison creditou a inspiração da letra a alguém bem diferente da ex-esposa: Ray Charles e suas baladas. “Imaginei alguém como ele fazendo essa música,” explicou, também, a Wigg. “Esse foi o sentimento imaginado. Mas eu não sou Ray Charles, sabe, sou bem mais limitado; então, saiu assim.”

Mesmo as palavras escolhidas (incluindo a abertura icônica “Something in the way she moves”) não foram algo relativamente especial para o compositor. Retirou o verso de “outro lugar” - uma faixa de James Taylor. “[A linha] esteve em milhões de outras canções, não é nada de mais, mas parecia encaixar.”

+++ LEIA MAIS: Liam Gallagher cria playlist perfeita para isolamento contra coronavírus: de John Lennon a Bob Marley

Ainda existe uma terceira explicação de Harrison. Para Joshua Greene, em 1969, o Beatleafirmou como não era nada terreno, e sim uma luz espiritual: “As palavras não são nada, na verdade. Existem milhares de músicas como essa na minha cabeça. Alguns me dizem como ‘Something’ foi um dos meus melhores trabalhos… Mas, não sei. Talvez estejam certos; talvez, errados. Fico lisonjeado de qualquer maneira. É provavelmente a melhor melodia composta por mim.”

+++ LEIA MAIS: James Taylor admite ter dado drogas a John Lennon: ‘Fui uma má influência para os Beatles’

+++ RUBEL | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL