As 5 melhores músicas de abertura de disco do hard rock: de Metallica a Guns N’ Roses

A primeira faixa de um álbum é a mais difícil de escolher, pois deve cativar o ouvinte e definir o tom de determinado projeto

Redação Publicado em 08/02/2020, às 15h00

None
Montagem com James Hetfield, do Metallica (Foto: Chris Pizzello / Invision / AP File), e Slash, do Guns N’ Roses (Foto: Thaís Azevedo)

A ordem e a coesão das faixas são extremamente importantes para o resultado final de um disco, pois fornecem um bom fluxo para a experiência do ouvinte.

A primeira música é certamente a mais complicada de escolher. A princípio, ela deve cativar a atenção do público e definir o tom do álbum. No entanto, o hard rock tem o histórico de criar faixas de abertura absolutamente estrondosas que cumprem muito bem seu papel.

De Metallica ao Guns N' Roses, confira, abaixo, as 5 melhores musicas de abertura do hard rock de acordo com a WhatCulture:

5. "Battery" - Metallica

A faixa “Battery” abre o disco Master of Puppets, do Metallica, e configura lentamente a textura musical da banda e do álbum. Ela começa com uma simples melodia de violão, acompanhada por outro violão em harmonia.

Progressivamente, mais harmonias de guitarra se acumulam, e James Hetfield dá início ao riff que configura a base da música. Além de ser absolutamente fantástica, a faixa acostuma o ouvinte à histeria do thrash metal que vem com tudo nas canções seguintes.

+++ LEIA MAIS: Filme sobre serial killer com James Hetfield, do Metallica, chega à Netflix


4. "Welcome to the Jungle" - Guns N' Roses

Com o lançamento de Appetite for Destruction, o Guns N' Roses conquistou a coroa necessária para se sentar no trono do rock.

E tudo começou com "Welcome to the Jungle", um olhar desprezível sobre o centro de Los Angeles. A música desaparece com as notas de guitarra atrasadas de Slash, e rapidamente ganha força para atrair o ouvinte ao universo da banda. Quando a bateria e o baixo entram, os uivos de Axl Rose também entram para a mistura. A faixa é tecnicamente uma música de metal, mas com coração punk.

+++ LEIA MAIS: Há 32 anos, o Guns N' Roses dominava o mundo como os últimos selvagens do rock com o disco Appetite For Destruction


3. Them Bones - Alice In Chains

Enquanto a maioria dos integrantes do Alice In Chains lutavam contra o abuso de substâncias ilícitas, o álbum Dirt mergulhou profundamente na psique de um viciado.

Muito sombrio, certo? E, para acostumar o ouvinte, "Them Bones" se anuncia com os berros de Layne Staleyentre uma crescente metálica. As fantásticas harmonias feitas entre Staley e o guitarrista Jerry Cantrell parecem chorar de dor ao detalhar o medo de esperar pela morte.


2. Black Dog - Led Zeppelin

A faixa de abertura do quarto disco sem-titulo do Led Zeppelin, "Black Dog”, é um exemplo perfeito da banda no auge dos poderes que carregavam.

Os uivos acapella de Robert Plant dão lugar ao fantástico riff de John Paul Jones. Ainda, o baterista John Bonham age como um trovão por cima do vocal, como se disputasse com a guitarra de Jimmy Page. Trata-se de um dos solos mais sonoros do rock: o cenário estelar para o que muitos sentem ser um verdadeiro álbum de rock.

+++ LEIA MAIS: Assista trecho de show do Led Zeppelin em Tóquio em 1971 - a um passo da dominação mundial


1. Black Sabbath - Black Sabbath

Com apenas um disco, o Black Sabbath levou o hard rock ao limite. A faixa-título do álbum de estreia homônimo da banda é um indício do que se tornaria heavy metal.

Depois do som sinistro da chuva, o riff de Tony Iommi anuncia a destruição iminente. Em seguida, Ozzy Osbourne conta a história de uma “figura de preto” que o atrai para as profundezas do inferno. Assim, o Black Sabbath prova que a verdadeira escuridão vem da alma, e não da velocidade, além de reinventar a maneira como o hard rock seria criado nas próximas décadas.

+++ LEIA MAIS: Ozzy Osbourne aparece de bengala e calado no Grammy 2020 - e assusta a internet


+++ MELHORES DISCOS BRASILEIROS DE 2019 (PARTE 2), SEGUNDO A ROLLING STONE BRASIL