Foo Fighters assume papel de protagonista e Titãs se abrem ao novo: o que esperar do 2º dia de Rock in Rio

Weezer, Tenacious D, Charlie Brown Jr e Maglore também se apresentam neste sábado, 28 de setembro

Redação Publicado em 28/09/2019, às 11h19

None
Dave Grohl (Foto:Rudi Keuntje / Geisler-Fotopress / Alliance / DPA/ AP Images)

Começa neste sábado, 28, o segundo dia do Rock in Rio 2019! E com ele, os palcos principais Sunset e Mundo voltam a receber veteranos da música internacional e nacional. Respectivamente, os espaços que no primeiro dia propagaram o som de Drake e Seal acompanhado de Xenia França, recebem agora o Foo Fighters e uma apresentação especial dos Titãs, que tocam acompanhados de Ana Cañas, Érika Martins e Edi Rock.

Todos os artistas selecionados para tocar no festival, que acontece de dois em dois anos no Rio de Janeiro, já marcaram de uma forma ou de outra o cenário musical da época na qual surgiram. E, a começar pelo Foo Fighters, headliner do dia dois do evento, é impossível não enxergar o impacto que a banda exerce no rock mainstream desde 1994.

25 anos de rock e hits

Formado no mesmo ano da morte de Kurt Cobain (e, consequentemente, no mesmo ano em que o Nirvana encerrou as atividades), o grupo liderado por Dave Grohl se mostra tão ativo e enérgico em 2019 quanto foi durante os anos iniciais da trajetória dos norte-americanos.

Desde o disco homônimo de estreia, o Foo Fighters coleciona hits que conquistaram e continuam conquistando os amantes de uma boa guitarra distorcida e um vocal expressivo. Em 1995, emplacaram o sucesso "This Is a Call" e, desde então, colecionam diversos hits em cada um dos nove discos lançados.

+++Leia mais: Sobrevivência no Rock in Rio 2019: 20 dicas sobre ingressos, como chegar e o que pode levar

O mais recente, Concrete and Gold (2017), levou dois singles ao topo das paradas da Billboard: "Run" e "The Sky Is a Neighbourhood". E isso só demonstra como eles, com quatro prêmios Grammy na estante, são mestres em se manterem interessantes para os amantes do rock mesmo após tantos anos.

Apesar de não inovar a fórmula, o Foo Fighters sabe muito bem compor músicas balanceadas com o peso ideal para cativar quem gosta de rock, mas também sem exagerar na mão, para, assim, conquistar também aqueles não tão chegados no gênero e que querem apenas apreciar uma boa música com refrãos fáceis de cantar e riffs que ficam na cabeça.


Passagens anteriores pelo Brasil

Esta será a quinta vinda do Foo Fighters ao país. Anteriormente, eles já tocaram no Lollapalooza 2012 e no Rock in Rio 2001. Em território nacional, eles já passaram por cidades como Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Belo Horizonte.

A passagem mais recente por aqui foi em 2018, quando vieram, em turnê conjunta com o Queens of the Stone Age, promover o disco Concrete and Gold.


O que esperar do show do Foo Fighters?

Antes de falar das músicas que esperamos ouvir no show, é essencial lembrar que em toda apresentação do Foo Fighters, algo inusitado acontece.

Seja Dave Grohl dedicando música ao médico que estava na plateia e cuidou da perna quebrada dele há anos, seja o convite para algum fã subir ao palco e tocar junto algum clássico, ou até mesmo quedas do palco (mas vamos torcer para que isso não) e simulações (como pegadinhas) de quedas do palco. Sempre tem alguma palhaçada do vocalista, muito carisma, interação dele com os fãs e muitas palhaçadas também.

+++Leia mais: Depois de esnobar Anitta, funk chega com tudo ao Rock in Rio 2019 [ANÁLISE]

Quanto às canções, podemos dizer que, de acordo com os shows mais recentes, a maior parte da setlist vem do disco Concrete and Gold (4 músicas) e The Colour and the Shape (3 músicas). Quase todos os álbuns estão presentes com pelo menos uma faixa, então não se preocupe: aquela música que você tanto ama provavelmente será tocada.


Setlist possível

Com base nos shows mais recentes do Foo Fighters, (mais especificamente no que fizeram em 22 de setembro, nos Estados Unidos) a setlist deve ser bem parecida com a que colocamos abaixo. Dá uma olhada nas 20 faixas que eles escolheram para o show mais recente que fizeram:

All My Life
The Pretender
Learn to Fly
Run
The Sky Is a Neighborhood
Times Like These
Solo de bateria
Sunday Rain
My Hero
These Days
La Dee Da
Walk
Under Pressure (cover do Queen)
Monkey Wrench
Hey, Johnny Park!
Congregation
Big Me
Blackbird (cover dos Beatles)
Best of You
Everlong


Titãs abrem novas portas

Os Titãs também se apresentam no Rock in Rio neste sábado, 28, e os veteranos do rock nacional levam ao Palco Sunset um show que promete ser bem interessante, aventureiro e inédito na carreira do grupo.

Tony Bellotto (guitarra e violão), Sérgio Britto (vocal e teclado) e Branco Mello (vocal), únicos integrantes originais que ainda fazem parte da formação atual, vão dividir o espaço do Sunset com as cantoras Ana Cañas, Érika Martins e com o rapper Edi Rock. A presença desses seis artistas juntos no mesmo palco representa no mínimo um encontro importante e imperdível entre diferentes gerações e gêneros da música nacional.

+++Leia mais: Rock in Rio 2019: Karol Conka, Linn da Quebrada e Gloria Groove cantam mensagens urgentes para um Brasil intolerante

No comando, temos os Titãs, formado em 1982 e responsável por hinos absolutos que transitam entre estilos distintos, como "Sonífera Ilha", "Homem Primata", "Bichos Escrotos", "Epitáfio", "Enquanto Houver Sol" e "É Preciso Saber Viver". 

Do outro lado, temos os convidados especiais: Ana Cañas deve contribuir com a calmaria potente dessa voz que já faz parte do cenário musical há 12 anos; Érika Martins, ex-integrante da banda Penélope e hoje parte do grupo Autoramas, vem para contribuir com a parcela mais roqueira dessa mistura e, por último mas não menos importante, temos Edi Rock, MC do grupo lendário Racionais, que chega para acrescentar a dose essencial de rap a esse time improvável e curioso de músicos.

O resultado disso tudo você pode conferir nessa edição do Rock in Rio!


Que horas o Foo Fighters e os Titãs tocam?

O Foo Fighters toca neste sábado, no Palco Mundo, às 0h10. Antes deles, o espaço recebe atrações como Weezer (22h20), Tenacious D (20h10) e uma apresentação conjunta do CPM 22 com Raimundos (18h).

Os Titãs, por sua vez, tocam no mesmo dia no Palco Sunset às 19h05. Antes disso, se apresentam por lá o Detonautas+Pavilhão 9 (16h55) e o Ego Kill Talent (15h30).  


Dicas de bandas para assistir nos palcos secundários

Também no dia 28, acontece no palco Rock District um show de celebração ao legado do Charlie Brown Jr, como parte da turnê nacional chamada Tamo Aí na Atividade. O grupo apresenta Alexandre Abrão, filho do Chorão, nos vocais, além dos integrantes originais Marcão Britto (guitarra e o único integrante da primeira formação), Pinguim Ruas (bateria) e Heitor Gomes (baixo).

Vale conferir o som dos caras, que vai acontecer às 16h30, para relembrar clássicos dessa que foi, possivelmente, a maior banda que já saiu de Santos, e um dos grupos nacionais mais ouvidos fora do Brasil.

+++Leia mais: Como o rap, enfim, chega ao Rock in Rio - apesar da polêmica que envolve o nome Espaço Favela [ANÁLISE]

E caso a nostalgia não seja a preferência, vale a pena lembrar que o Maglore também toca neste sábado! Com uma trajetória que já completou 10 anos, a banda de Salvador pode ser um bom respiro indie  no meio do pop e do rock que tomam conta do festival. Eles tocam no Palco Supernova, às 18h30.

O Rock in Rio 2019 acontece no Parque Olímpico do Rio de Janeiro, entre os dias 27 e 29 de setembro, e de 3 a 6 de outubro. Todos os ingressos para os sete dias de evento já estão esgotados.


A Rolling Stone Brasil está no Rock in Rio 2019 a convite da Natura Musical.