Oscar 2021: 4 curiosidades de Meu Pai, filme com Anthony Hopkins, indicado como Melhor Roteiro Adaptado

O longa foi dirigido pelo dramaturgo francês Florian Zeller e recebeu seis indicações

Mariana Pastorello (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 22/04/2021, às 13h33

None
Anthony Hopkins em cena de Meu Pai (Foto: Divulgação)

Estrelada por Anthony Hopkins, Meu Pai(2020)é uma das produções com maior número de indicações ao Oscar 2021. São seis categorias: Melhor AtrizCoadjuvante, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Design de Produção, Melhor Edição, Melhor Ator e Melhor Filme.

O longa conta a história de Anthony (Anthony Hopkins), um senhor de 81 anos quem nega ajuda da filha, Anne (Olivia Colman), e vive sozinho em Londres. Certo dia, Anne anuncia que se mudará para Paris com o namorado. Após a mudança, eventos bizarros atormentam Anthony, diagnosticado com demência. Ao longo do filme, o protagonista enlouquece e confunde a realidade e o imaginário. 

+++LEIA MAIS: Oscar 2021: Anthony Hopkins bate recorde e se torna o mais velho indicado a Melhor Ator

Hopkinsé veterano no Oscar. Na década de 1990, ganhou na categoria Melhor Ator por Silêncio dos Inocentes (1991), além de receber mais quatro indicações no decorrer da carreira. Assim, para conhecer mais sobre o novo trabalho do ator, listamos quatro curiosidades de Meu Pai

Baseada em peça de teatro 

O longa é uma adaptação cinematográfica da peça francesa de mesmo nome (Le Perè, O Pai,  na tradução livre). Escrita e dirigida pelo dramaturgo Florian Zeller, a obra estreou em 2012 e teve Robert Hirsch como André (personagem do pai) e Isabelle Gélinas como Anne (personagem da filha). A obra foi aclamada pela crítica e, em 2014, ganhou o Prêmio Molière na categoria Melhor Peça

+++LEIA MAIS: Os 50 lançamentos da Netflix para maio de 2021: Lucifer, Quem Matou Sara, Outlander e mais [LISTA]


Meu Pai não é a primeira adaptação  

A peça teve a primeira adaptação para os cinemas com o filme francês Floride (2015). A produção é baseada na peça, mas não segue a história fielmente. O roteiro foi escrito por  PhilippeLe Guay - diretor da longa - e  Jérôme Tonnerre.  Na produção, Jean Rochefort interpreta Claude Lherminier (o pai) e Sandrine Kiberlain interpreta Carole Lherminier (a filha). 


Anthony Hopkins bateu recorde no Oscar

No auge dos 83 anos, Hopkins superou o recorde de ator mais velho indicado como Melhor Ator napremiação. Antes, o recorde pertencia a Richard Farnsworth, quem concorreu ao Oscar em 2000, por Uma História Real (1999), aos 79 anos.

+++LEIA MAIS: 10 filmes icônicos de Anthony Hopkins, de Hannibal a Dois Papas


Detalhes no cenário 

O longa acompanha a trajetória de Anthony com a perda de memória e confusões mentais.  Para evidenciar ao público essas condições, o designer de produção, Peter Francis, trabalhou em mudanças sutis no cenário, com objetivo de confundir quem assiste. "Queríamos que a arquitetura do apartamento permanecesse a mesma durante todo o filme [...] Mas todas essas diferenças são sutis e você não percebe de imediato," afirmou Francis em entrevista ao Hollywood Reporter

"A sala de jantar tinha duas entradas, a cozinha também. Isso nos deu várias opções para confundir as pessoas sobre o layout do apartamento [...] Foi muito divertido brincar com isso," completou o designer. 

+++LEIA MAIS: Por que Kate Winslet ‘chorava por horas’ depois de filmar cenas de Titanic?

Confira o trailer do filme:


+++ HAIKAISS | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL

+++SAIBA MAIS: 7 curiosidades sobre Heath Ledger: nome, caracterização do Coringa, melhor amigo e mais [LISTA]

Apesar de ter vivido apenas 28 anos, Heathcliff Ledger (mais conhecido por Heath) marcou o cinema com papéis como Patrick Verona em 10 Coisas que Eu Odeio em Você (1999) e Coringa em Batman: O Cavaleiro das Trevas (2008)

Heath nasceu em Perth, Austrália, em 4 de abril de 1979. Neste domingo, completaria 42 anos. Confira sete curiosidades sobre o ator: da origem de nome a quem era o melhor amigo. 

+++LEIA MAIS: Além de Coringa: 4 papéis icônicos de Heath Ledger [LISTA]

Nome

O nome do ator, Heathcliff, foi inspirado em um personagem de O Morro dos Ventos Uivantes (1847), de Emily Brontë, livro preferido da mãe dele, Sally Ledger. Do mesmo romance, Sally tirou o nome de outra filha, Katherine. 


Primeiras experiências

Heath estudou na Guildford Grammar School, escola só para meninos, onde teve a primeira experiência como ator. Aos 10 anos, participou de uma montagem da peça Peter Pan.

+++LEIA MAIS: Warner queria a origem do Coringa de Heath Ledger em Batman: O Cavaleiro das Trevas; o que aconteceu?

Como ator profissional, um dos primeiros papéis da carreira foi em Home And Away (1988), espécie de novela teen a qual lançou várias estrelas australianas. Interpretou Scott por apenas 10 episódios e, apesar de ter feito muito sucesso, recusou propostas dos produtores para continuar.


Inspiração

Durante os anos de escola militar, Heath coreografou e dirigiu um grupo de 60 colegas para uma competição. Foi a primeira equipe masculina a disputar, e saíram vitoriosos. O ator comparou a apresentação ao estilo de Gene Kelly, de Cantando na Chuva (1952) e revelou como o dançarino era seu maior ídolo no cinema.

+++LEIA MAIS: Heath Ledger apanhou de verdade em uma das cenas mais violentas de Batman: O Cavaleiro das Trevas


Xadrez

Heath era um adorador de xadrez e jogava desde pequeno. Aos 10 anos, ganhou o campeonato júnior da Austrália Ocidental. Quando adulto, continuou o hábito e jogava frequentemente no Washington Square Park em Nova York (EUA). 


Gambito da Rainha

A partir do amor pelo xadrez, em 2008, anunciou planos de iniciar filmagens da adaptação do livro O Gambito da Rainha (1983). Teria sido a estreia de Heath como diretor de cinema. 12 anos depois, o romance foi adaptado para uma produção da Netflix e foi a série mais assistida de 2020, segundo JustWatch.


Jake Gyllenhaal

Colegas de elenco em O Segredo de Brokeback Mountain (2005), Heath e Jake Gyllenhaal se tornaram grandes amigos. O ator é, inclusive, padrinho da única filha de Ledger, Matilda.


Coringa

O vilão de O Cavaleiro das Trevas (2008) foi o papel de maior reconhecimento de Heath. Com ele, ganhou o Oscar póstumo de Melhor Ator Coadjuvante em 2009. Nas filmagens, projetou sozinho a composição do personagem. Segundo Heath, se Coringa fosse real, faria a própria caracterização.

+++LEIA MAIS: Heath Ledger recusou o papel de Batman antes de ser eternizado como Coringa de Nolan: 'Nunca vou participar de um filme de super-herói'