Pulse

Andy Warhol, Banksy, Peter Blake e mais. Conheça os artistas por trás de famosas capas de álbuns

De Beatles a Pink Floyd, 10 bandas com capas de álbuns que marcaram a história da música

Julia Harumi Morita Publicado em 17/08/2019, às 18h00

None
Capas de álbuns dos Beatles e Pink Floyd. (Foto: Reprodução)

Se existe algo atemporal na música, ela é a capa de um álbum. Seja em um disco de vinil, CD ou na tela de uma plataforma de streaming, a capa de um álbum é essencial para formar a identidade e a singularidade dos artistas.

Entre os fãs, as capas se transformam em símbolos que são orgulhosamente estampado em pôsteres, camisetas, broches, capinhas de celular, enfim, tudo aquilo que puder ser personalizado.

Os músicos por sua vez, levam o trabalho visual a sério e são seletos ao escolherem os artistas que transformarão suas melodias em uma arte visual.

E o meio artístico está cheio de designers, artistas plásticos e ilustradores que foram e são responsáveis por criarem capas de álbuns icônicas para as mais diversas bandas, como Beatles, Pink Floyd, Pixies e muitos outras.

Confira aqui 10 artistas que criaram capas inesquecíveis:

Peter Blake


O artista plástico Peter Blake é um dos grandes nomes da arte pop moderna. Foi ele quem transformou o rascunho de Paul Mccartney em uma obra de arte com inúmeros símbolos populares pintados de forma realista e cores fortes para o oitavo álbum dosBeatles, Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band, de 1967. Este foi o trabalho mais marcante de sua carreira, que recebeu um Grammy de "Melhor Capa de Álbum". Além dos Beatles, Blake também trabalhou com as bandas Oasis e The Who.


Andy Warhol

Falando em pop art, Andy Warhol, o maior artista desse movimento, também investiu no ramo da música. Em 1965, ele conheceu a banda Velvet Underground e os convidou para tocarem em seu estúdio Factory. Um ano mais tarde, Warhol se tornou produtor do grupo e juntos eles criaram o "Exploding Plastic Inevitable", um show que misturava diferentes linguagens artísticas, como danças e projeções das obras de Warhol. E em 1967, o artista plástico usou um amarelo vibrante e a serigrafia para criar a banana que se tornaria um símbolo inconfundível do Velvet Underground.


Hipgnosis


Hipgnosis foi o nome do grupo de designers gráficos formado por Storm Thorgerson, Peter Christopherson e Aubrey Powell. O trio já criou capas para o AC/DC, Black Sabbath , Genesis, Led Zeppelin, Scorpions e etc. O grupo acabou em 1983 de deixou como legado inúmeros trabalhos que misturam ilusões óticas e cores vibrantes, como a famosa capa do The Dark Side of the Moon, do Pink Floyd, de 1973.


Peter Saville

Co-fundador da Factory Records, Peter Saville é designer gráfico que oscila entre o minimalismo, os elementos gráficos e a valorização da tipografia. Ele fez diversas capas para o Joy Division, entre elas a famosa imagem do álbum Unknown Pleasures, de 1979. Ele foi um dos principais artistas no meio de capas de álbum nos anos 1980 e 1990, e ilustrou para o New Order e outras bandas que faziam parte de sua gravadora.


H.R. Giger


H. R. Giger foi um artista plástico suíço conhecido por suas obras surrealistas com tom sombrio e seu cenário feito para o filme Alien, que levou o Oscar de melhores efeitos visuais. No ramo da música, ele criou a capa do álbum KooKoo, de Blondie, em 1981. A cantora gostou tanto do trabalho que pediu para o artista dirigir os clipes das músicas "Backfired"e "Now I Know You Know".


Vaughan Oliver


Cocteau Twins, Colourbox, Dead Can Dance, Pixies e The Sound são algumas das bandas com que o famoso designer do rock alternativo, Vaughan Oliver, trabalhou. Usando elementos gráficos, tipográficos e tons opacos ele desenhou cinco capas para o Pixies, uma delas a do álbum Doolittle de 1989, o que deu à banda uma estética consistente entre seus discos.


Raymond Pettibon


O artista norte-americano Raymond Pettibon começou sua carreira fazendo ilustrações para a banda de seu irmão mais velho, Black Flag, e depois passou a fazer trabalhos, em sua maioria, para bandas de punk rock, como Anarchy 6, Saccharine Trust, Foo Fighters e OFF!. Suas obras se caracterizam por uma estética de quadrinhos com temas e frases satíricas. A capa de Goo, do Sonic Youth, de 1990, é uma das suas obras mais conhecida.


Anton Corbijn


O artista holandês, Anton Corbijn, que se mudou para Londres durante o movimento pós punk, ficou conhecido por suas fotografias borradas em preto e branco que registravam músicos em momentos espontâneos. Ele também dirigiu por volta de 80 videoclipes e criou inúmeras capas de álbuns para bandas como Bee Gees, Bon Jovi, Bryan Adams, Bruce Springsteen e Depeche Mode, com quem fez o álbum Violator, em 1990.


Stanley Donwood


Stanley Donwood e o vocalista da Radiohead, Thom Yorke se conheceram quando e ainda eram estudantes na Universidade de Exeter. Donwood fez a capa do segundo álbum da banda e desde então foi o responsável por diversas capas de CDs e singles da banda até 2007, tendo destaque o álbum The Bends, de 1994. Seu processo artístico consistia em ouvir as músicas e pintar sua reação a elas, misturando elementos gráficos e colagens.


Banksy


Banksy é um anônimo artista de rua, ativista social, diretor de cinema, escritor, escultor e pintor que ganhou fama ao pintar as paredes da cidade de Bristol, na Inglaterra, com grafites tematizado com críticas sociais. Sua parceria com o Blur resultou na capa de seu sétimo álbum, Think Tank, de 2003.

LISTA: 13 segredos de 'Ladrão', o terceiro disco do Djonga e um dos melhores de 2019